Câncer Colorretal é o terceiro mais recorrente em Fortaleza; capital sediará debate com renomados especialistas nacionais e estrangeiros

Realizada pela SOBED em parceria com o CBCD e a FBG, a Semana Brasileira do Aparelho Digestivo (SBAD), foi realizada entre 23 a 26 de novembro de 2019 e congregou mais de sete mil especialistas brasileiros e internacionais em saúde e enfermidades do trato digestivo (Leia mais)
postado 11/12/2019

Câncer colorido é o terceiro mais recorrente em Fortaleza; capital sediará debate com renomados especialistas nacionais e estrangeiros Nem sempre conhecido pela população em geral, como outros tipos de tumores como  próstata e mama, câncer colorretal ou o mais frequente em Fortaleza (CE), segundo dados do Instituto Nacional de Câncer ( INCA). Em 2018, foram diagnosticados 190 homens e 240 mulheres com doença na capital cearense. A enfermidade, que pode ser evitada em 80% dos casos, ainda exige políticas públicas para sua aplicação, segundo especialistas.
Para debater o câncer colorretal e outras doenças digestivas, Fortaleza recebe a XVIII SemanaBrasileira de Aparelho Digestivo (SBAD), de 23 a 26 de novembro, no Centro de Eventos do Ceará (Av. Washington Soares, 999 - Edson Queiroz). Uma realização da Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva (SOBED), do Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva (CBCD) e da Federação Brasileira de Gastroenterologia (FBG), o Congresso deve reunir mais de sete mil especialistas brasileiros e internacionais em saúde e enfermidades do aparelho digestivo .
“É muito triste a pessoa morrer de uma doença prevenível como o câncer colorretal”, alerta o Dr. Lix Alfredo Reis de Oliveira, médico endoscopista e diretor de ações sociais SOBED, entidade médica que congrega médicos médicos no tratamento desse tipo de tumor.

“Quando o paciente apresenta sintomas é porque a doença já está em estágio mais avançado. Isso pode ser identificado pelo meio do exame preventivo, feito a partir dos 50 anos, quando o câncer está na fase inicial ”, complementa. “Estamos batendo registros em relação às inscrições para apresentação de trabalhos científicos em edições anteriores do Congresso. Para atender a essa demanda de profissionais e pesquisadores da área, estaremos com um evento muito bem organizado e em uma cidade que recebe muito bem ”, afirma o Dr. Jairo Alves, presidente da SOBED e também presidente da XVIII SBAD.


Por um Programa Nacional de Prevenção de Câncer Colorretal
O evento será coroado de diversas ações sociais executadas pelo SOBED em prol da prevenção do câncer colorretal em 2019. Entre julho e agosto, uma entidade promove mutirões
em 13 cidades do Brasil, com uma realização de cerca de 800 exames de colonoscopias em pacientes prévios -selecionados pelo Sistema Único de Saúde (SUS). O objetivo foi debater com um sociedade em geral, médicos e profissionais de saúde com importância de impedir esse tipo de tumor e chamar a atenção do poder público para a necessidade de um Programa Nacional de Prevenção de Câncer Colorretal.
Na sexta-feira (22), antes do início do XVIII SBAD, um SOBED também realizou o último mutirão do ano, com cerca de 50 pacientes pré-selecionados pela rede pública de saúde de Fortaleza.
Participar da atividade, no Hospital Geral Dr. César Cals, sete médicos endoscopistas da Comissão de Ações Sociais e uma equipe local.